Fotografar é ver e ser visto

Manuel Sousa, Carcavelos, 2010

“Fotografar não é olhar o mundo através de um buraco de fechadura. Na rua, na praça, no campo aberto, não existem buracos de fechadura; eu quase nunca estou fotografando secretamente. De alguma forma, eu estou interagindo, estou interferindo. Por vezes, estou mesmo ferindo. (…) Fotografar é uma troca, você vê e é visto.” (Arthur Omar, O Zen e a Arte Gloriosa da Fotografia, 2003)

Leave a Reply